Introdução

Fala meus lindos, estou aqui com um post que pode ser polêmico ou não, vai depender muito da interpretação de todos vocês. Peço que leiam atentamente todos os detalhes, a ideia não é gerar #treta ahuahua

Vou escrevendo enquanto vou ouvindo um album incrível da banda The Last Sights of the Wind, um instrumental muito muito bom, mistura guitarras muito melódicas com som atmosférico, perfeito para quem quer se concentrar em alguma tarefa importante. Aliás, se você curte música, entra no meu grupo do Slack, tem um canal específico para quem curte um bom som! xD

Aproveitando para fazer um merchan comunicado, ontem eu lancei meu Curso de JS com TDD na Prática lá na Udemy, se você ainda não viu, dá um pulo lá.

Bom, vamos parar com a enrolação e vamos ao post!

Um tweet inocente

Meu amigo Bernard de Luna que vem fazendo um trabalho muito maneiro na Bunee.io fez o seguinte tweet:

O que eu acho que ele quis dizer com esse Tweet é como o Github é importante e pode mudar a visão da empresa que está procurando gente para contratar. Ele marcou alguns potenciais bons desenvolvedores, mas que não possuiam um Github ativo, ele não os excluiu de forma alguma, simplesmente apontou a falta de um diferencial que esses desenvolvedores poderiam ter.

E aí fica o questionamento, o Github é realmente importante? Se ele é, por quê? Bom, vou tentar explicar um pouquinho disso, sem tomar muito tempo também.

Colaboração

Antes de tudo, o Github não é só uma rede social de código, ela é uma plataforma que prega a colaboração das pessoas para criação de projetos que possam ser utilizados por todo mundo e de forma gratuita. Isso por si só é uma coisa fantástica! Imagina o seu código sendo usado por várias pessoas/empresas ao redor do mundo, isso é legal demais.

Mas isso não fica por aí, no Github não necessariamente precisa ser só código, existem vários projetos muiiiito bacanas sem ter uma linha de código, alguns exemplos são:

Enfim, como você pode ver aí acima, nenhum dos repositórios é cheio dos códigos macabros que precisa ser um Deus para fazer, muito pelo contrário, várias das iniciativas partiram de pessoas iniciantes que queriam aprender e organizavam seus estudos lá.

Então se você acha que não pode contribuir/colocar nada lá, aprenda que qualquer coisa é válida! Um material de estudo seu, pode ser um ótimo guia para outra pessoa, eu incentivo demais que meus alunos sempre coloquem suas coisas lá, assim além da pessoa reforçar o que aprendeu, o material fica lá para posteriores pesquisas e para que outras pessoas também consigam achar e estudar junto, olha que coisa legal =D

Felicidade em poder ajudar

Eu vou pegar um exemplo que aconteceu tem dias atrás. Um aluno meu no Slack perguntou se alguém tinha projetos que contribuia ou sabia de algum projeto. Eu brinquei postando que tinha um monte no meu Github que precisava de ajuda. Porque sim, as vezes a gente começa algo, mas fica apertado de tempo e não consegue terminar ou até mesmo precisa de mais alguém para ajudar, essa é a graça do Github. Abaixo segue a imagem a imagem desse momento:

Imagem com o pedido sobre projetos para contribuir

Depois dessa primeira conversa, eu lembrei que precisava fazer uma coisinha simples num repositório meu, mas que eu sempre tava enrolando por causa de tempo. Aproveitei, direcionei o Rafael do que eu precisava, ele foi lá e fez. Inclusive durante o processo ele aprendeu como submeter corretamente um PR, ou seja, de uma ajuda que ele foi fazer, ainda saiu aprendendo. E no final, nós comemoramos no canal o seu primeiro PR.

Imagem onde eu parabenizo ele pelo primeiro PR

Portfólio Vivo

Quando você coloca alguma coisa no seu Github, automaticamente isso fica visível para todo mundo e essa é a parte mais legal. E tanto pessoas como empresas podem ter uma ideia melhor das coisas que você faz, como, por exemplo:

E claro, essas suas contribuições podem dizer sim, se você pode ser um potencial funcionário naquela empresa. As vezes a empresa busca alguém com conhecimentos em React e vê que você tem um boilerplate simples de React ou fez um curso de React e botou seus estudos lá. A empresa vai saber que você já teve contato com aquela tecnologia, o que vai facilitar demais na comunicação.

Assim como os designers possuem redes como Behance e Dribbble, os fotógrafos possuem o 500px, Unsplash. Por que nós desenvolvedores não teríamos uma rede para nós?

Conclusão

Bom, não estendendo mais o post do que já estendi. O que eu quero dizer e também acho que foi o objetivo do Bernard é que o Github é sim um diferencial para um programador. Não estamos dizendo que só programadores que contribuem todos os dias que são programadores bons, muito pelo contrário, eu conheço gente que contribui uma vez por ano, mas são grandes programadores. A questão é tentar possuir um Github atualizado, tente ter uma foto sua, coloque onde mora, empresa que trabalha e nos momentos que forem possíveis, tente colocar algo lá e/ou tentar ajudar alguém em alguma coisa.

Você poderia começar tendo o seu curriculum lá também, eu tenho o meu, não é nada demais, mas a empresa que te alcançar por lá, já pode saber mais um pouquinho de você! =)

Existem sim, vários poréms quando a análise é feita somente pelo Github, pois aí a comparação é injusta. Tem empresas que adotam o Github, então você trabalhando já está colocando código lá, outras empresas já não usam. Tem também a questão do tempo e prioridades, que as vezes a pessoa não está podendo priorizar o Github naquele momento.

A ideia é que se você tiver um tempinho, ao invés de gastar 30min do seu dia num Twitter/Facebook da vida, você pode colocar algo lá no Github, nem que seja responder issues de um repositório ou colocar alguma coisa que aprendeu durante o seu dia. Existe um projeto bacaninha chamado Today I learned, ou “Hoje eu aprendi” em Português, onde você pode colocar por exemplo, algo que aprendeu no seu dia, como: “Hoje eu aprendi que git commit --amend permite adicionar coisas que esqueci no commit anterior e/ou mudar o título do commit.

E pronto! Você acabou de fazer uma contribuição beem simples no Github, que nem te tomou tanto tempo e garanto, pelo menos uma pessoa no post agora não sabia que isso existia!

Nossas vidas são corridas, cada um tem suas dificuldades e seus problemas, mas já parou para pensar que mesmo nossa vida tão cheia que é, a gente ainda consegue procrastinar? Por que não usar esses momentos de procrastinação e fazer algo que te ajude?