Índice da série

Tenho escrito bastante sobre SVG que agora os links cresceram e ficar listando todos o tempo todo aqui já vai ficar ruim, então para facilitar, basta ir em series e lá estarão todos os meus links sobre SVG.

Introdução

Enquanto escrevo esse post, vou ouvindo uma playlist de Chill Step, ótimo para relaxar e programar, aconselho fortemente!

Hoje será outro post rapidinho, mas bastante importante, visto que falaremos sobre uma coisa que está muito em alta, responsividade!

Tamanhos e tamanhos

Hoje em dia com a variedade de telas que temos, o desafio é dar o melhor conteúdo para cada tipo de tela e isso está diretamente ligado aos ícones e imagens que o seu site irá possuir.

Telas menores não devem ter um conteúdo muito grande ou organizado de forma errada, visto que seu espaço é muito menor e a quantidade de informações que iremos colocar precisa em geral estar uma em cima da outra.

Mas e por que SVG se torna tão importante? Simples, SVG é responsivo por natureza. Ele é uma imagem vetorial, que não perde qualidade independente do tamanho do device, até num projetor hiper mega bolado, o SVG vai estar lá lindão.

Tornando o SVG fluido

Antes de sair adicionando o SVG a torto e a direito, precisamos nos atentar para alguns detalhes.

1 - Retire o width e height do elemento SVG

Se você determinar um tamanho dentro do elemento svg, que é o nosso “container”, você estará bloqueando o tamanho e com isso perdendo a fluidez.

<svg xmlns="http://www.w3.org/2000/svg" viewBox="0 0 32 128" width="32" height="128">
	<!-- tira aquele width e height ali!!! -->
</svg>

2 - Determine uma viewBox

A viewBox permite a visualização de uma parte específica de uma parte de um elemento. Esses valores incluem quatro números separados por “commas” ou espaços: min-x, min-y, width e height esses parâmetros geralmente, são os limites da viewport.

Os valores min representam em qual ponto dentro da imagem a viewBox deve iniciar, enquanto o width e height estabelecem o tamanho do box.

Se nós optarmos por não definir a viewBox a imagem não será redimensionada e irá corresponder a configuração feita na viewport.

<svg xmlns="http://www.w3.org/2000/svg" viewBox="...">
	<!-- defina a viewBox bonitinha =) -->
</svg>

3 - Coloque o preserveAspectratio para xMidYMidmeet

Se a viewport e viewBox não possuirem as mesmas dimensões de width e height, o atributo preserveAspectRatio direciona o browser em como efetuar o display da imagem. Se o elemento já possuir uma viewBox e não tiver tamanho fixado na viewport, este se torna um item não obrigatório.

<svg xmlns="http://www.w3.org/2000/svg" preserveAspectRatio="xMidYMid meet">
	<!-- se não tiver viewBox ou width e height -->
</svg>

Adicionando o SVG

Tendo feito essas especificações, basta inserir o seu SVG onde quiser. E como eu disse no post Como usar SVG, existem algumas maneiras de se utilizar SVG e em todas elas é possível criar um SVG fluido, uns são nativos e outros precisam de hack para IEca… Mas isso não é problema para nós!

Como imagem, object e embed

Basta adicionar o svg como src e para assegurar que ele possua o tamanho máximo de onde se encontrar, basta definir o width como máximo. Assim, a imagem vai adquirir o tamanho máximo de onde você adicionar.

<style>
	img,
	object,
	embed {
		width: 100%
	}
</style>
<img src="imagem.svg" alt="Minha linda imagem em SVG">
<object data="imagem.svg" type="image/svg+xml"></object>
<embed src="imagem.svg" type="image/svg+xml">

See the Pen Using Fluid SVG as IMG by Willian Justen de Vasconcellos (@willianjusten) on CodePen.

Experimente mudar o tamanho do container para ver que a imagem continuará a mesma.

Como background e inline

Nesses casos não há necessidade de nenhum hack, basta adicionar onde desejar e ele irá se adaptar de acordo com o container em que estiver.

<!-- como background -->
.element {
	background-image: url("imagem.svg");
}

<div class="element"></div>

<!-- como inline -->
<div class="container">
	<svg xmlns="http://www.w3.org/2000/svg" viewBox="0 0 32 128">
		<!-- conteúdo do svg aqui -->
	</svg>
</div>

Logos Adaptativas

Uma das mágicas mais legais do SVG é fazê-lo mudar de acordo com o espaço em que ele estiver contido. O exemplo é a imagem abaixo:

Logos em diferentes tamanhos

Para fazer essa mágica é bastante fácil, basta já termos definido como Responsivo, seguindo os passos acima e então definir grupos para cada elemento e classes para eles, assim, poderemos trabalhar com as media-queries.

Logo descontruída

Segue uma base de código de como fica:

<svg version="1.1" xmlns="http://www.w3.org/2000/svg" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink" viewBox="0 0 612 612">
    <g class="shards">
      <!-- aqui temos os cristais verde e amarelo -->
    </g>
    <g class="crystal">
      <!-- aqui o cristal maior roxo -->
    </g>
    <g class="shadow">
      <!-- aqui fica a sombra -->
    </g>
    <g class="text">
      <!-- aqui fica o texto -->
    </g>
  </svg>

De posse das classes dos elementos, basta pensarmos nos Steps que queremos e nos cortes da tela.

Corte 1

Para a primeira diferenciação, queremos retirar os cristais amarelo e verde, visto que eles ficam muito grandes para telas menores, para isso, basta omitirmos a classe .shards, que definimos anteriormente.

@media (min-width: 480px) and (max-width: 640px) {
	.shards {
		display: none;
	}
}

Corte 2

Para o corte 2, queremos retirar também o cristal grande e para que a logo permaneça visível, queremos deixar o texto na cor roxa. Para isso é só usar a propriedade fill, como vimos no post anterior.

@media (max-width: 480px) {
  .shards {
    display: none;
  }

  .text path {
    fill: #BA27E4;
  }

  .crystal {
    display: none
  }
}

Feito isso, seu componente já está responsivo e adaptativo!! Veja o experimento pronto abaixo:

See the Pen Logo SVG Responsive Example by Willian Justen de Vasconcellos (@willianjusten) on CodePen.

Para ver os diferentes estados de uma forma mais fácil, abra esse link e faça resize da tela.

Conclusão

Depois dessa simples explicação, fica claro que o SVG veio para dominar no quesito responvidade e adaptatividade. Vamos parar de usar imagens png para tudo e vamos tratar de criar novas interatividades com o SVG.