Introdução

Fala pessoal, o post de hoje é mais um link para o meu Canal no Youtube. Eu fiz uma pequena série de vídeos exatamente com o mesmo título desse post.

Tive uma demanda na Toptal para criação de um modal com vários comportamentos e notei que eles poderiam ser desacoplados do componente e reutilizados onde quisesse. Para isso criei umas pequenas bibliotecas e vi que seria interessante mostrar para vocês o processo da criação de uma delas.

Videos

Você pode também assistir a playlist inteira, diretamente no Youtube.

Abaixo vou colocar os links e comandos utilizados no curso.

Estrutura utilizada

Para a formatação do código e regras, eu utilizei:

Para os testes, utilizei o Jest e na compilação/server exemplo, utilizei o Webpack

Sei que pode parecer um monstro de coisas, mas confesso que a maioria são coisas que uso sempre, então é só um copy/paste, no final tu nem precisa se preocupar com isso.

Instalação do Babel e suas dependências

Para poder usar features novas do JS e poder depois transpilar para funcionar em todos os browsers, eu precisei do Babel e por isso instalei a versão mais nova que é a 7, abaixo segue o comando:

yarn add --dev @babel/core@7.3.4 @babel/plugin-proposal-class-properties@7.3.4 @babel/preset-env@7.3.4 babel-loader@8.0.5

Depois disso, é só criar um arquivo .babelrc na raiz do projeto com o seguinte:

{
  "presets": ["@babel/preset-env"],
  "plugins": ["@babel/plugin-proposal-class-properties"]
}

Lembrando que você pode utilizar o npm install se desejar.

Eslint + StandardJS + Prettier

O Eslint e o StandardJS são fundamentais para manter o meu código padronizado, evitando formatações erradas, variáveis não utilizadas e outras coisas mais. Para tudo funcionar, precisei instalar os seguintes pacotes:

yarn add --dev babel-eslint@10.0.1 eslint@5.15.0 eslint-config-standard@12.0.0 eslint-plugin-import@2.16.0 eslint-plugin-node@8.0.1 eslint-plugin-promise@4.0.1 eslint-plugin-standard@4.0.0

Depois de instalado é só criar um arquivo .eslintrc.json na raiz do sistema com o seguinte conteúdo:

{
  "parser": "babel-eslint",
  "env": {
    "jest": true,
    "browser": true
  },
  "extends": ["standard"],
  "rules": {
    "space-before-function-paren": "off",
    "comma-dangle": "off"
  }
}

Repare que eu sobrescrevo duas regras que são o espaço antes da função (não curto muito esse monte de espaço, mas na real, quem usa function hoje em dia? xD). A outra é para usar a vírgula na última propriedade, isso facilita e muito no diff do git.

Depois do eslint+standardjs instalados, foi a vez do prettier:

yarn add --dev prettier@1.16.4

Se você utilizar o VSCode como eu, é só configurar o formatOnSave e fica lindo, aqui como configurar.

Jest e Babel-Jest

Para rodar nossos testes, eu resolvi utilizar o Jest, que tá começando a me conquistar, apesar de eu ainda amar o Mocha+Chai. Para isso, também precisa instalar o babel-jest para ele entender tudo certinho e ler nosso .babelrc.

yarn add --dev jest@24.1.0 babel-jest@24.1.0

Webpack

Para gerar a biblioteca e também a página de exemplo, eu utilizei o Webpack nas configurações mais simples, sem fazer quase nada na configuração, só instalei o necessário:

yarn add --dev webpack@4.29.6 webpack-cli@3.2.3 webpack-dev-server@3.2.1

A configuração ficou assim:

const path = require('path')

module.exports = {
  mode: 'production',
  entry: './index.js',
  output: {
    path: path.join(__dirname, 'lib'),
    filename: 'on-leave-intent.min.js',
    libraryTarget: 'umd',
    library: 'OnLeaveIntent'
  },
  module: {
    rules: [
      {
        loader: 'babel-loader',
        test: /\.js$/,
        exclude: /node_modules/,
      },
    ],
  },
  devServer: {
    contentBase: [path.join(__dirname, 'example'), path.join(__dirname, 'lib')],
  },
}

Código / Pacote

Bom, eu não vou colar todo o código aqui, até porque acho que seria legal você assistir e tentar fazer também. Mas se você quiser ver já pronto, aqui está o repositório.

Se você quiser utilizar em algum projeto, o pacote está no npm. E você pode instalar com:

yarn add on-leave-intent

Conclusão e Jabá

Espero que vocês tenham curtido esses vídeos e se você tem interesse em entender um pouco mais da teoria e também outros tipos de testes, eu tenho um curso chamado JS com TDD na Prática e se você usar esse link, vai com um super-hiper-mega desconto.