Introdução

Fala pessoal, hoje venho trazer um notícia que me deixa extremamente feliz! Eu alcancei a marca de + de 10 mil alunos!!! E também vou aproveitar para falar um pouquinho sobre os cursos, processos para criação de um cursos e tudo mais.

Enquanto vou escrevendo esse post, eu vou ouvindo uma playlist chamada PEACE, que como o nome diz, são músicas calmas para te trazer paz. Muito boa para se concentrar e escrever.

O post vai ficar meio grandinho, então vai lá, pega um cafézinho reforçado e volta para continuar lendo =D

Índice

Começo de tudo

No dia 19 de Março de 2016 eu decidi lançar um curso bem simples sobre como Criar Sites Estáticos com Jekyll, que é a ferramenta que eu utilizo até hoje no meu blog. Na época eu estava extremamente empolgado e fiz um post sobre o início desse projeto.

Eu já escrevia bastante no meu blog e tinha várias pessoas que pediam vídeos (muitos conseguem assimilar melhor por vídeos) e eu pensei, por que não? Pensei num tema que eu tivesse bastante conhecimento e que fosse legal passar e então escolhi o Jekyll, era uma ferramenta bastante desconhecida, mas que é super simples de usar e permite fazer muita coisa maneira.

Eu confesso que não imaginei que muita gente ia fazer o curso não, era uma parada meio desconhecida e fazer cursos, em geral, toma bastante tempo, a galera iria querer fazer aqueles cursos das mais modernas tecnologias e etc e iria deixar o meu para lá. Eu não poderia estar mais enganado! Só no primeiro mês eu já tinha ultrapassado 1000 alunos na plataforma antiga!

Passaram só 15 dias e eu já estava lançando então outro curso e falando dele no meu blog, que é de longe o meu curso com maior número de alunos e feedbacks, o Curso de Git e Github para Iniciantes. Até hoje fico extremamente feliz quando alguém fala que aprendeu Git por minha causa e agora tá usando, isso é uma coisa linda demais <3

Primeiro Curso Pago

Depois do grande sucesso dos cursos de Jekyll e Git, eu decidi que iria fazer meu primeiro curso pago. Desde o início eu já havia dito a galera que teriam cursos gratuitos, mas também haveria necessidade de criar cursos pagos. Um dos grandes motivos de eu querer fazer um curso pago, era que eu estava pretendendo morar um tempo fora e com isso eu precisava juntar uma grana e, ou eu fazia um curso pago ou fazia freelas. Preferi dar prioridade para um curso, pois achei que poderia ajudar muito mais a comunidade e ao mesmo tempo todos poderiam me ajudar também.

Para definir o assunto do curso, não foi muito difícil. Eu já fazia muiiiitas coisas sobre SVG e o conteúdo de ensino, mesmo em inglês, era bem precário na época. Só que dessa vez, eu iria fazer diferente, decidi fazer uma pré-venda, assim eu já ia arrecadando dinheiro enquanto ia criando o material. Fiquei meio preocupado de fazer dessa forma, pois muita gente poderia achar que eu tava só pegando o dinheiro e no final não ia ter curso nenhum. Mas eu escrevi um post bem explicadinho com tudo que ia ter no curso e também gravei um vídeo com as coisas que eu já tinha montado inicialmente e vislumbrado para o curso, só para mostrar que existia mesmo material e ninguém iria ficar na mão.

A recepção foi super maneira e a galera apostou no curso, mesmo não tendo ele lançado ainda. Várias pessoas compraram na pré-venda, compartilharam e me apoiaram a fazer o projeto.

Saindo de empresa e focando em curso

Mas na época que eu lancei essa pré-venda do SVG, eu estava trabalhando na HUGE e acabou que até mesmo o trabalho estava “atrapalhando” na criação do curso, pois eu queria gravar/editar e etc e bom, só quem faz curso/edição de vídeo sabe o quão trabalhoso é isso e a quantidade de tempo que isso toma.

Foi então que eu tomei uma decissão, que já ia muito em conjunto com meus planos e eu saí da HUGE. Para contar isso, eu escrevi um post chamado Mudando sua vida através de projetos paralelos. A ideia era focar totalmente no curso, pegar o dinheirinho que eu já tinha economizado das outras empresas que eu tinha e mais o dinheiro do curso, para poder começar a viajar por aí. Meu sonho sempre foi estar em contato com a natureza, viajar o mundo todo, conhecer pessoas de todos os cantos e eu não conseguiria isso trabalhando em nenhuma empresa (bom, agora sei que é possível, temos vagas =p).

Com essa saída, eu consegui dar um boost e lancei o curso rapidamente. Foi um sucesso! Muitos alunos até hoje me mandam coisinhas que fizeram graças ao curso e nossa, isso é um motivo de orgulho imenso para mim. Saber que meu conhecimento foi passado e está sendo utilizado com tanta criatividade é algo super emocionamente e gratificante!

BrazilJS e lançamento de mais um novo curso

Ano passado foi um ano hiper mega cheio, eu palestrei em diversos lugares hiper importantes. E um dos mais importantes, sem dúvida foi a BrazilJS. Eu aproveitei a deixa de estar palestrando nesse evento imenso e resolvi lançar a pré-venda o meu maior curso até então, que é o JS com TDD na Prática.

Eu queria com esse curso, passar mais um outro assunto que não via tanto em cursos ou sendo falado, mas que é extremamente necessário para o mercado de trabalho. Para esse curso, eu ainda não tinha feito a ementa completa, basicamente tinha feito um rascunho básico do que estava em mente, mas mesmo assim resolvi lançar lá na BrazilJS.

E o mais legal é que como as pessoas já tinham me conseguido pelos outros cursos e também pelas palestras, várias apoiaram mesmo sem uma ementa bem fechada. Esses se deram bem, pois pagaram mais barato e no final o conteúdo acabou sendo bem maior que o previsto.

Mas nem tudo são flores… Eu imaginei que o processo para criação desse novo curso seria tranquilo, porém tive milhares de problemas! Um que me irritou tremendamente é que a plataforma da qual eu estava subindo os vídeos, vivia me bloqueando, por eu estar mudando de país. Reclamei milhares de vezes com eles e eles não faziam nada!

Outro problema que eu não tinha pensado na época, era o equipamento para gravar e uma coisa bem essencial, o local! Vários dias tinha barulho demais e eu não conseguia gravar, teve uma época que eu fui gravar no quintal da casa que eu estava. O detalhe é que era inverno irlandês, faziam alguns graus negativos, mas eu precisava gravar, senão meus alunos iriam se decepcionar comigo.

Mesmo com todos esses problemas, eu aprendi uma coisa, por mais que existam haters e brigões (falarei mais a frente disso), também existem pessoas muito boas e meus alunos foram extremamente pacientes com todos esses detalhes, o que me fez me sentir bem melhor e não perder o foco e ânimo para gravar. Lancei o curso esse mês na Udemy e já tem sido bem maneira a recepção do curso pela Udemy também <3

Como faço para criar Cursos?

Bom, esse processo é bem variável de acordo com o curso e também o foco que eu quero passar. Mas existem alguns pilares que eu vou passar aqui, que são a minha base para fazer o curso.

Definir um tema

Essa parte pode parecer fácil, mas é super super complexa. Por quê? Bom, dependendo do tipo de curso, você tem diferentes tipos de alunos/alvo. Se for um curso muito iniciante, a maioria dos seus alunos serão iniciantes, consequentemente você precisa tomar cuidado para não inserir assuntos ou coisas que eles possam não estar acostumados. Se for um curso muito avançado, pode acabar assustando os alunos, que vão achar que não são aptos a fazer o curso.

Então ao definir o assunto do curso, é importante também ser claro ao passar os requisitos e estar disposto a tirar as dúvidas daqueles que não sabem se o curso é para eles ou não.

Criar ementa

Essa é outra etapa importante, que vai fazer o aluno querer ou não adquirir o curso. Aqui, eu tendo a sempre fazer uma escala, indo do básico daquele assunto, até coisas mais elaboradas, que, em geral, se conectam com os assuntos anteriormente abordados. É bom também que o curso não seja somente teórico, pois isso cansa e teoria por teoria, é melhor ir num livro então.

Outra coisa interessante para a ementa, é dividir em módulos não muito grandes e que tenham um objetivo principal. Isso vai fazer com que o aluno perceba e entenda melhor o que vai ser ensinado, se ficar aberto demais, ele pode se perder e simplesmente desistir do curso.

Gravação dos vídeos

Eu diria que uma das coisas mais importantes é a duração do vídeo. Vídeos muito grandes são extremamente cansativos, além de dificultarem o acesso a algum pedaço importante. Quando o vídeo é pequeno, o aluno faz quase uma maratona netflix com o curso e, além disso, os vídeos por serem pequenos, os assuntos também são melhor divididos. Com essa melhor divisão, os vídeos podem ser revisitados quando necessários, auxiliando no aprendizado do aluno. Eu tento não passar de 12minutos de vídeo, e caso eu veja que vai ficar maior, eu divido o assunto em partes.

Outra coisa importante é a qualidade de imagem/audio, se a imagem tem uma letra fácil de ler sem nenhum zoom, fica perfeito para aqueles que gostam de anotar junto. E claro, o audio precisa ser bom para que todos possam ouvir. Lembre-se de testar o audio em diferentes níveis de volume e não só com o fone. Dependendo do aparelho, o som pode ser extremamente baixo e para outros muito alto. Eu sofri bastaaaaante com essa parte, costumo utilizar fone o tempo todo e os meus fones costumam ter uma qualidade bem boa, então alguns alunos reclamavam de som baixo, que para mim não era baixo… Uma outra dica é comprar um microfone externo bom, vai ajudar demais na captação.

Edição de vídeos

Aqui é algo que varia bastante, tem gente que gosta de criar vídeos perfeitos, então se elas erram algum detalhe, elas cortam. Eu prefiro deixar algo mais natural, se é um erro pequeno que eu logo vi e corrigi durante a gravação, eu prefiro até manter, assim o aluno fica ciente de um problema que pode ocorrer e já saber como corrige também.

Mas algumas coisas são interessantes, é importante remover qualquer ruído que possa causar atenção, transições de tela que não sejam necessárias é bom recortar, assim como tempo de espera para download de coisas (npm é lento que só…)

Por que a Udemy?

Inicialmente eu utilizava a plataforma do Teachable, que é bastante bacana e flexível. Permitindo ter a plataforma só para você e editá-la deixando com a cara que você desejar. E sim, isso é super legal! Mas o problema é que o player deles não é muito bom, além dos problemas que tive sobre region block como eu falei. Outra coisa é que sendo pela Teachable toda a divulgação fica por sua conta e com isso, o alcance também é menor, visto que sendo pela Udemy já existem os milhares de alunos da plataforma. Para um breve comparativo, na Teachable eu alcancei 7800 mil alunos esse tempo, enquanto na Udemy eu já passei os 10000 em apenas 3 meses.

O legal da Udemy para os alunos é que eles podem fazer anotações nos vídeos, além de fazer perguntas numa sessão que é mais fácil de ser encontrada. Eles também podem fazer download pela app e assistir offline, que ajuda muito aqueles que estudam durante o trajeto para trabalho/faculdade.

Saiba lidar com opiniões

Esse é um tópico muiiito importante e que eu não poderia deixar de colocar. Quando você faz algo para o público, precisa estar aberto a todo tipo de crítica. Existem várias críticas construtivas e muitos elogios quando você faz um curso. Mas também existem muitos comentários chatos e desnecessários, que você não precisaria ler. Tente enxergar todos esses comentários e tirar deles coisas boas para melhorar em seus próximos cursos.

Já tiveram vários alunos vindo me agradecer que tinham arrumado emprego graças a alguns dos meus cursos, isso é bom demais. Também já teve aluno mostrando algum exemplo que criou ou site que fez por ter aprendido com o curso. Até alunos que contribuiram em repositórios meus depois de terem feito meu curso de Git. Também já teve aluno avisando que algum vídeo tava em ordem invertida ou que o som de algum vídeo estava ruim e pedia para melhorar, sempre explicando os motivos.

Porém, em meio a isso, já teve gente me xingando de capitalista ladrão, já teve gente dando 1 estrela no curso e falando que foi um grande porcaria, mas sequer explicava o porquê disso. Já teve gente reclamando até do meu sotaque!

Então é importante que você escute os feedbacks e utilize eles da melhor forma possível. E aqueles que nada acrescentam, simplesmente ignore =)

Sobre Pirataria

No mesmo dia que eu completei 10 mil alunos, eu recebi um aviso de um aluno falando que meu curso estava sendo pirateado. Acabei vendo outros 3 links depois que ele falou, além de ter visto gente também pedindo acesso ao meu curso pelo Telegram em troca de alguma outra coisa.

Bom, é claro que isso me entristece demais, como disse acima, o processo para criar cursos é demorado e muito trabalhoso. E descobrir que todo aquele seu trabalho tá sendo roubado é algo extremamente chato. Infelizmente as pessoas ainda não conseguem entender que propriedade intelectual vale bastante. O mais estranho é ver gente da nossa área fazendo, afinal de contas, nosso trabalho é todo intelectual. Creio que ninguém aqui ficaria feliz se o patrão pegasse nosso código e desse um pé na gente sem pagar.

Uma desculpa que as pessoas acabam fazendo é É tudo muito caro, então a gente pirateia. Fazendo um paralelo a isso, eu não vejo ninguém entrar na loja da Apple e sair correndo com um Mac debaixo do braço só porque é caro. Se você acha o curso caro, vem conversar comigo, me explica seus motivos, me diz o quanto você poderia pagar. Eu sempre faço descontos hiper altos e mesmo assim, se a pessoa não consegue, eu dou um jeito. Eu confesso que preferia muito mais que a pessoa viesse conversar comigo sobre isso, do que ela simplesmente ir piratear o curso… Mas enfim, isso vai da cabeça de cada um. Só lembre de não reclamar da corrupção depois, pois isso é um tipo de corrupção também =)

Agradecimentos e bônus

Nossa, como esse post ficou imenso! Enfim pessoal, eu queria mais que tudo agradecer a essa incrível marca! São mais de 10 mil alunos e mais de 1400 comentários no Udemy, sendo a maioria deles de 5 estrelas! Mesmo com coisinhas chatas, que falei acima, vocês sempre me inspiram e me animam a continuar fazendo o que eu faço. Aprendi demais com vocês durante todo esse tempo e espero continuar aprendendo mais e mais.

Para agradecer todo esse apoio, tanto dos meus alunos como dos leitores desse blog. Eu coloquei um código de 100% de desconto para o meu curso de JS com TDD na Prática em algum lugar desse blog, quem achar, corre para pegar o curso! E o cupom pode estar embaixo do seu nariz =p

Update: tiveram já 5 máquinas absurdamente rápidas que conseguiram os cupons! Meus parabéns!! =D

Mas lembrando que existem cupons de desconto, seguem eles:

E aqui também vão alguns cupons de eventos maneiros que estão para acontecer:

E o tem também para o primeiro evento de Frontend que eu fui na vida e que me inspirou a querer um dia palestrar e passar meu conhecimento. Que é o Front in BH, evento bão demais sô!

Abraços para vocês e que comece a caça ao cupom de 100%!