Índice da série

Tenho escrito bastante sobre SVG que agora os links cresceram e ficar listando todos o tempo todo aqui já vai ficar ruim, então, para facilitar, basta ir em séries e lá estarão todos os meus links sobre SVG.

Introdução

Como de costume, a trilha sonora enquanto escrevo esse post é uma playlist chamada Totally Stress Free, estou com uma puta sinusite e não consigo dormir, então umas músicas mais calmas para eu tentar relaxar e conseguir dormir. Por favor, ignorem os erros grotescos que puderem haver no post, ele vai ser bem pequeno até por isso também.

O post de hoje será em forma de mini-tutorial, então já vou passando logo os exemplos que faremos hoje.

Relembrando…

Uma das grandes vantagens do SVG é que ele é um código xml, que pode ser facilmente manipulado. Esse código possui uma estrutura bem definida, com elementos bases e se você quiser lembrar um pouquinho, basta ler A estrutura do SVG.

E como irei fazer animações usando CSS, é bom que você já tenha lido as formas de se estilizar o SVG usando CSS e se quiser, pode também se aprofundar em alguns dos estilos especificos do SVG.

Passo 1 - Obtendo um SVG

Para este tutorial, eu vou utilizar 2 SVG diferentes. Um contendo somente um elemento e o outro com vários elementos. Para poder mostrar que é possível animar tanto 1 como muitos elementos do DOM sem perda de performance e com uma qualidade bem bacana.

Os arquivos foram exemplo 1 e exemplo 2.

Se você quiser, tem o link de onde baixar svg?.

Passo 2 - Limpando o vetor

Como pode ter notado, o arquivo veio em .AI, para ser aberto no Illustrator. O que eu queria era somente o avião e seu rastro. Para isso selecionei somente esses dois elementos e os passei para um outro arquivo e o salvei como SVG. Existe um link ensinando como exportar SVG no Illustrator se tiverem dúvida, mas é um processo simples de mandar salvar num formato diferente.

Imagem do Illustrator

Passo 3 - Otimizando o SVG

Em geral, esses vetores obtidos da internet vem muito sujos e com muita coisa escrita desnecessária e para isso temos o nosso salvador SVGOMG, que é o melhor otimizador de SVG que existe na face da Terra! Basta colocar o seu SVG lá e mandar otimizar, os ganhos as vezes podem ser de mais de 80%!!!

Imagem do Illustrator

Passo 4 - Dando nome aos bois

Já tendo o nosso código otimizado, podemos nomear os elementos dos quais queremos estilizar e animar.

See the Pen SVG Loader Animation by Willian Justen de Vasconcellos (@willianjusten) on CodePen.

Nesse caso, eu criei um grupo para unir o avião e seu rastro e dei a esse grupo a classe plane. Ao redor eu criei uma classe loader só para poder segurar o elemento e centralizá-lo.

Passo 5 - Criando a animação

Para ambos os exemplos, eu não fiz um uso maciço de tipos de animação, até porque o objetivo é só mostrar as habilidades do SVG e a facilidade com que temos para animar.

No caso eu utilizei keyframes para criar a minha rotação e o animate para chamar essa animação. Se você se interessar por animação e quiser saber mais sobre, só dar uma olhada nos posts:

Extras: bug do Firefox e Safari

Para as animações de rotate é necessário definir um ponte de origem onde a rotação irá ser realizada, para ambos os exemplos, o centro é ponto ideal, podemos fazer de duas formas:

Porém, nem tudo são flores e o Firefox ainda possui um bug em que ele não consegue identificar muito bem as origens quando se usa porcentagem e com pixels ele também se confunde. Então o jeito é utilizar o atributo prefixado.

-moz-transform-origin: Apx Bpx

Assim conseguimos contornar esse defeito no Firefox. Para você ter ideia, a Sara Soueidan, que é uma das maiores evangelistas de SVG, também já cansou de reclamar sobre esse bug.

Para o Safari, o problema é bem mais simples, as animações de rotate e transforms ainda necessitam do uso do prefixo -webkit, então basta adicionar os prefixo e tudo passará a funcionar. Se você utilizar Gulp ou Grunt, basta adicionar o autoprefixer para fazer esse trabalho. Ou então crie mixins no seu pre-processador.

Na dúvida do que funciona? Sempre veja no Can I use.

Dica: SVG com muitos elementos

Segundo Exemplo mostrando um planeta rodeado por aviões e outras coisas

No segundo exemplo, apesar do código ser grande, existe um método bem fácil de conseguir nomear e separar as coisas. Insira o SVG inline na página sem nomear nada e com o inspect, vá marcando elemento a elemento e procurando dentro do arquivo para adicionar as classes. Caso tenha dificuldades de notar visualmente se está selecionando o elemento certo, modifique o fill do elemento para uma cor bem diferente, assim você consegue filtrar mais fácil também.

Para o segundo exemplo, eu criei keyframes girando para o lado direito e esquerdo (spin-right e spin-left) e de acordo com o elemento, eu coloquei tempos diferentes, para que assim as rotações não ficassem tão embaralhadas e dessem um aspecto mais legal.

Conclusão

Bom, com esse post, acho que fica claro em como é fácil animar o SVG usando só CSS puro. Se você tiver curiosidade, aconselho a ver outros vários exemplos muito bacanas sobre.

Na awesome tem em Experimentos e para se aprofundar ainda mais sobre o assunto também temos Animations lá na awesome.